Posts Tagged ‘Escaladas’

No Topo do Mundo

Tuesday, September 22nd, 2009
o Topo do Mundo
Com o fim do Ramadã, tivemos alguns dias de feriado.
Aproveitei a folga e, junto com alguns amigos, viajamos para Skardu, na região do Baltistan, norte do Paquistão.
Skardu é situado no Skardy Valley, na confluência de dois rios, Indus River e Shigar River.
Skardu é uma pequena cidade localizada a 2.500 metros de altura e cravada no meio de imensas montanhas. Os peicos ao redor chegam a até 8000 metros de altura.
é estonteante.
Partimos de Islambad e, em pouco menos de uma hora aterrisamos no aeroporto da cidade. A viagem já é uma coisa impressionante.
Em alguns momentos tem-se a impressão que estamos abaixo de alguns picos. Avistei o K2, o segundo pico mais alto do mundo, depois do Everest.
A temperatura estava excelente, variando de 27°C até 10°C, à noite.
Ficamos hospedados no Shigar Fort Residense, um lindo  e antigo palácio/forte de um Raja. O hotel, restaurado, tem mais de 400 anos de idade e é excelente.
Shigar Fort Residense foi nossa base para os passeios a pé e de 4X4 pela região.
Visitamos o Deosai National Park, fica num platô com 3.000 quilometros quadrados, e mais de 4.100 metros de altura, numa área totalmente preservada. O caminho é íngreme e sinuoso, a paisagem e a vista são deslumbrantes.
Visitamos os lagos, a imagem de Buda esculpida na pedra, do século VII. Almoçamos no hotel Shangri-la, fomos às compras onde praticamos a famosa arte da barganha.
Um dos pontos mais deliciosos foi uma vista a um amigo, que é piloto de helicóptero do exército. Ele é major e nos recebeu com extrema simpatia.
Visitamos os hangares, subimos nos helicópteros que são utilizados para resgate dos montanhistas e da população.
Passamos toda uma tarde ouvindo histórias de resgates audaciosos e perigosos.
Ele nos contou que cerca de vinte pessoas perdem a vida todos anos neste esporte. E que, muitas vezes, eles tem que escolher entre salvar uma pessoa e deixar outra moorer, por falta de condições climáticas e tempo.
Um frase ficou guardada na minha memoria. Ele me disse: “Tenho o melhor emprego do Paquistão”. Vive na base da aeronáutica coma mulher e dois filhos pequenos. Parece estar em paz com ele e com o mundo.

Com o fim do Ramadã, tivemos alguns dias de feriado.

Aproveitei a folga e, junto com alguns amigos, viajamos para Skardu, na região do Baltistan, norte do Paquistão.

A cidade é situada no Skardu Valley, na confluência do Indus River e do Shigar River.

Skardu é uma pequena cidade localizada a 2.500 metros de altura e cravada no meio de imensas montanhas. Os picos ao redor chegam até 8.000 metros de altura. É estonteante.

Voando para Skardu

Voando para Skardu

Partimos de Islambad e, em pouco menos de uma hora, aterrisamos no aeroporto da cidade. A viagem já é uma coisa impressionante.

Durante o vôo, em em alguns momentos, tem-se a impressão que estamos abaixo de alguns picos. Avistei o K2, o segundo pico mais alto do mundo, perde apenas para o Everest.

A temperatura estava excelente, variando de 27°C até 10°C, à noite.

A Chegada no Aeroporto

A Chegada no Aeroporto

Ficamos hospedados no Shigar Fort Residense, um lindo  e antigo palácio/forte de um antigo Raja. O hotel, restaurado, tem mais de 400 anos de idade e é excelente, com uma boa comida paquistanesa no menu.

Shigar Fort Residense foi nossa base para os passeios a pé e de 4X4 pela região.

O Excelente Hotel

O Excelente Hotel

O Platô a 4.100m de Altura

O Platô a 4.100m de Altura

Visitamos o Deosai National Park, fica num platô com 3.000 quilometros quadrados e mais de 4.100 metros de altura, numa área totalmente preservada. O caminho é íngreme e sinuoso, a paisagem e a vista são deslumbrantes.

Paulo no Deosai National Park

Paulo no Deosai National Park

A Marmota Dourada no Parque

A Marmota Dourada no Parque

O Pastor de Ovelhas

O Pastor de Ovelhas

Visitamos os lagos, a imagem de Buda esculpida na pedra, do século VII. Almoçamos no hotel Shangri-la, fomos às compras onde praticamos a famosa arte da barganha.

No Caminho para o Parque

No Caminho para o Parque

Um dos pontos mais deliciosos foi uma vista a um amigo, que é major, piloto de helicóptero do exército. E nos recebeu com extrema simpatia.

Visitamos os hangares, subimos nos helicópteros que são utilizados para resgate dos montanhistas e da população.

Passamos toda uma tarde ouvindo histórias de resgates audaciosos e perigosos.

O Helicóptero de Resgates Russo, M171

O Helicóptero de Resgates Russo, M171

Paulo no Comando do M171

Paulo no Comando do M171

Ele nos contou que cerca de vinte pessoas perdem a vida todos anos neste esporte. Disse que, muitas vezes, tem que escolher entre salvar uma pessoa e deixar outra moorer, por falta de condições climáticas e tempo.

Um frase ficou guardada na minha memoria. Ele me disse: “Tenho o melhor emprego do Paquistão”. Vive na base da aeronáutica coma mulher e dois filhos pequenos. Parece estar em paz com ele e com o mundo.

Uma viagem ao topo do mundo, inesquecível.

Ponte Sobre o Rio

Ponte Sobre o Rio

Paisagens Deslumbrantes

Paisagens Deslumbrantes

Crianças no Caminho

Crianças da Região

Mais Pontes na Caminhada

Mais Uma Ponte Durante a Caminhada

Difícil Travessia

Difícil Travessia

Fotos: Paulo Siqueira