Posts Tagged ‘Islamabad’

Eid-al-Azha, ou a festa do sacrifício!

Sunday, November 29th, 2009
No Paquistão e nos países muçulmanos é feriado.
Começou na sexta-feira e termina na segunda-feira. Tudo está fechado, lojas, super-mercados, pouquíssimo trânsito nas ruas. Descobri que entre as poucas pessoas que estão trabalhando, a maioria é cristã. Islamabad está vazia.
Os muçulmanos celebram o Eid-al-Azha, ou a festa do sacrifício. É o festival que marca o fim do Hajj ou peregrinação a Meca. Marca a intenção profeta Ibrahim (Abrãao) de sacrificar o seu filho Ismail.
São sacrificados carneiros, bodes, bois e camelos que devem ser machos, adultos e saudáveis. Após o sacrifício a carne é distribuída por familiares, vizinhos e pobres.
Para o pessoal da ONU o feriado vai de sábado até terça-feira. Muita gente da ONU viajou para fora do país.
Encontrei alguns brasileiros que estão por aqui trabalhando para a ONU, o Marcelo e o Thomas. Eles ficam aqui até o fim de dezembro. Jantamos na minha casa na sexta-feria e depois fomos ao restaurante de uma brasileira, amiga do Marcelo. Foi ótimo, nos encontramos com os embaixadores o Brasil e da Argentina e também com o técnico da seleção de vôlei do Paquistão. Ele também é brasileiro e chegou faz poucos dias.
A Regina está no Paquistão faz 10 anos. De todos, depois dela, eu sou o que tem mais tempo aqui, 6 meses, e seis meses com muita saudade do Brasil.
Para nossa surpresa, apareceu uma delegação brasileira de uma empresa que estavam numa missão por aqui.
Depois de todo este tempo sem ver um brasileiro, encontro mais de uma dezena em uma mesma noite!

No Paquistão e nos países muçulmanos é feriado.

Começou na sexta-feira e termina na segunda-feira. Tudo está fechado, lojas, super-mercados, pouquíssimo trânsito nas ruas. Descobri que entre as poucas pessoas que estão trabalhando, a maioria é cristã. Islamabad está vazia.

Os muçulmanos celebram o Eid-al-Azha, ou a festa do sacrifício. É o festival que marca o fim do Hajj ou peregrinação a Meca. Marca a intenção profeta Ibrahim (Abrãao) de sacrificar o seu filho Ismail.

Eid-al-Azha

Eid-al-Azha

São sacrificados carneiros, bodes, bois e camelos que devem ser machos, adultos e saudáveis. Após o sacrifício a carne é distribuída por familiares, vizinhos e pobres.

Eid-al-Azha - Sacrifício

Eid-al-Azha - Sacrifício

Para o pessoal da ONU o feriado vai de sábado até terça-feira. Muita gente da ONU viajou para fora do país.

Encontrei alguns brasileiros que estão por aqui trabalhando para a ONU, o Marcelo e o Thomas. Eles ficam aqui até o fim de dezembro. Jantamos na minha casa na sexta-feira e depois fomos ao restaurante de uma brasileira, amiga do Marcelo. Foi ótimo, nos encontramos com os embaixadores do Brasil e da Argentina e também com o técnico da seleção de vôlei do Paquistão. Ele também é brasileiro e chegou faz poucos dias.

A Regina está no Paquistão faz 10 anos. De todos, depois dela, eu sou o que tem mais tempo aqui, seis meses, e seis meses com muita saudade do Brasil.

Para nossa surpresa, apareceu uma delegação brasileira de uma empresa que estava numa missão por aqui.

Depois de todo este tempo sem ver um brasileiro, encontro mais de uma dezena em uma mesma noite!

Eid-al-Azha

Eid-al-Azha

Fotos: Dawn – AFP – para ver mais fotos no site do Dawn… http://bind.to/EIK7o

Mamãe Faz Noventa Anos

Wednesday, October 21st, 2009

De volta ao Paquistão depois de duas semanas viajando pelo Brasil entre São Paulo e Minas Gerais.

Em Minas comemoramos os 90 anos de minha mãe. A festa foi em Itapecerica, centro-oeste mineiro. Uma linda e deliciosa cidade onde o temperatura estava excelente depois do extremo calor do verão em Islamabad. Encontros coma família e uma volta ao passado.

Ao trabalho

Agora, em Islamabad, preocupação com a segurança. Há poucos dias, quando ainda estava de férias no Brasil, aconteceu um ataque suicida no escritório da ONU-WFP (World Food Program). Uma das pessoas que morreu era minha conhecida.

O destino, se você acredita nele, foi bastante cruel. Botan também estava no hotel em Peshawar que sofreu um ataque logo que cheguei aqui, em junho.

Leia a minha postagem sobre o ataque suicida ao hotel aqui.

BOTAN AHMED ALI AL-HAYAWI (ICT Officer in Dubai)

BOTAN AHMED ALI AL-HAYAWI (ICT Officer in Dubai)

.
Após o ataque Botan me enviou um email contando que só não tinha morrido porque estava no banheiro na hora da explosão. Agora, o destino não o perdoou. Ele era Iraquiano, e estava aqui para uma missão de curta duração.

O suicida, vestido com uniforme militar, invadiu o escritório do WFP e se explodiu. Morreram cinco funcionários no ataque – veja o vídeo no site do WFP.

Ontem, foi um ataque semelhante na International Islamic University, também em Islamabad, onde morreram sete pessoas e trinta ficaram feridas.

Difícil entender os motivos…

O medo é generalizado e todos estão mais nervosos e sensíveis. A segurança por todo lado aumentou bastante, mas ninguém por aqui acredita que a situação vai ser resolvida tão cedo.